Andrew Kelly/Reuters
Andrew Kelly/Reuters

Austrália proíbe a entrada de estrangeiros vindos da China

A medida foi feita na intenção de lutar contra a propagação do coronavírus

Redação, O Estado de S. Paulo

01 de fevereiro de 2020 | 08h52

CAMBERRA - A Austrália decidiu proibir a partir deste sábado, 1º, a entrada de estrangeiros que chegam ao país procedentes da China, como medida para lutar contra a propagação do novo coronavírus.

"Apenas os cidadãos australianos, residentes australianos, tutores legais ou esposas serão autorizados a entrar no país a partir da China", anunciou o primeiro-ministro australiano, Scott Morrison. "Exigiremos um período de isolamento de 14 dias das pessoas que retornam,", completou. 

A Austrália faz parte do grupo de países atingidos pelo coronavírus de Wuhan, com ao menos 10 casos confirmados da doença. A população local também foi aconselhada a evitar viagens neste momento, devido ao surto do novo vírus.

O surto do novo coronavírus fez com que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarasse emergência de saúde pública de interesse internacional na última quinta-feira, 30. Identificado pela primeira vez em dezembro, na China, o vírus já matou mais de 250 pessoas. Além de outros 23 países, terem confirmado casos da doença.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.