Autocuidado salva vidas
Conteúdo Patrocinado

Autocuidado salva vidas

Mudanças de hábito são sinônimos de saúde

Sanofi Consumer Healthcare, Estadão Blue Studio
Conteúdo de responsabilidade do anunciante

05 de novembro de 2021 | 17h00

Você sabia que algumas pequenas mudanças de atitude podem ajudar na prevenção de doenças, na manutenção e até na recuperação do seu bem-estar?

Praticar atividade física, largar o cigarro, beber moderadamente, tomar cuidado com o que come, com o ar que respira, com a casa onde mora e cuidar da saúde mental podem fazer toda a diferença na busca por uma vida saudável. Com a pandemia de coronavírus, as pessoas foram lembradas da importância de proteger a própria saúde e a de sua família, e a preocupação com o bem-estar emocional finalmente entrou em pauta, afirmou o psiquiatra Daniel Martins de Barros, durante a live ‘Autocuidado: seja protagonista da sua própria saúde’, que foi ao ar em todas as redes sociais do Estadão.

“Não foram só as pessoas que começaram a falar de saúde mental, mas também as empresas, as famílias, a imprensa. Precisou vir uma pandemia para as pessoas falarem, ‘puxa, espera um pouquinho, tem uma coisa aqui que é uma tristeza com a qual eu não estou sabendo lidar, tem uma ansiedade aqui que agora estou vendo que não me faz bem. Como é que eu lido com essa ansiedade, como é que eu cuido dessa tristeza? É uma doença? É uma coisa normal? Eu preciso de uma ajuda profissional?’ Essa consciência realmente foi estimulada. Que bom que agora a gente está falando disso”, celebrou. O psiquiatra afirmou, ainda, que o exercício físico precisa ser incorporado à rotina de todos, mas especialmente ao dia a dia das pessoas que enfrentam questões de saúde mental. “A atividade física é um remédio para a ansiedade. Ela tem um poder muito grande no humor, melhora a depressão.”

A pediatra Ana Escobar, que também participou da live, destacou uma outra boa mudança de hábitos trazida por esse período de emergência sanitária. Práticas de higiene importantes para a manutenção da saúde viraram rotina na vida das famílias. “Hoje você chega em casa e lava a mão, passa álcool em gel, toma cuidado com o sapato que está sujo, com a roupa que usa. O mais legal é que as crianças incorporaram esse conceito, e elas são muito mais abertas a novos hábitos. É possível que isso seja levado mais para a frente, para a vida desses futuros adultos”, completou.

Os cuidados com a higiene e a limpeza da casa, lembrou Escobar, são importantes para manter a saúde de toda a família, e não apenas em tempos de coronavírus. “O ambiente em que a gente mora é o nosso ninho, o local em que a gente vive a maior parte do nosso tempo. A casa deve ser um ambiente isento de patógenos, alérgenos, tem que ser uma casa arejada, uma casa em que bata sol”, completou.

Desembale menos, descasque mais

Comer de forma balanceada é sinônimo de cuidar da sua saúde. Não abusar de alimentos industrializados, gorduras, sal e açúcar branco e fazer escolhas equilibradas para as refeições têm reflexos na saúde do corpo e da mente, garantiu Daniel Martins de Barros. “A comida muito processada gera picos inflamatórios que desgastam todo o nosso organismo. Existe uma microbiota, bactérias que colonizam o nosso intestino e que não só ajudam na digestão do alimento, mas também interferem na produção de neurotransmissores. Então, cada vez mais a gente tem percebido que, sim, alimentação adequada está associada ao bem-estar e também à melhor saúde mental. E aqui vale o que as nossas avós já nos falavam: comida se compra na feira. Descasque mais e desembrulhe menos”, aconselhou.

A pediatra Ana Escobar lembrou que bons hábitos alimentares começam na infância e podem e devem ser consolidados na adolescência. “Eu sempre falo para os meus pacientes que têm aqueles hábitos alimentares esquisitos: nosso corpo é uma máquina. Se você coloca um bom combustível, que é a alimentação, o corpo vai dar o máximo de si”, contou. “A alimentação impacta em tudo: no sistema imunológico, no crescimento, no desenvolvimento. A gente tem que unir sono, alimentação e exercício físico”, completou.

A live ‘Autocuidado: seja protagonista da sua própria saúde’ foi uma realização do Estadão Blue Studio, com patrocínio de Sanofi Consumer Healthcare. Assista aqui: CONTEÚDO PATROCINADO: Autocuidado: seja protagonista da sua própria saúde - YouTube

Tudo o que sabemos sobre:
medicinamédicosaúde mental

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.