Autoridade argentina libera navio brasileiro de quarentena

Tripulantes diagnosticado com a gripe suína permanece internado; embarcação segue para o RS

Fabiana Marchezi, Central de Notícias

24 Junho 2009 | 10h25

A autoridade sanitária argentina liberou, às 6 horas desta quarta-feira, 24, o navio brasileiro Livramento da quarentena. A embarcação, de propriedade da Transpetro, estava parada no Porto de San Lorenzo desde o último sábado, 20, quando um de seus tripulantes foi diagnosticado com influenza A (H1N1), a gripe suína.

 

Veja também:

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde 

 

De acordo com a Transpetro, o tripulante infectado segue internado em um hospital de referência em Rosário, na Argentina. A febre regrediu, e o estado de saúde do paciente evolui satisfatoriamente, de acordo com a equipe do hospital.

 

Medicados preventivamente com antivirais, os demais tripulantes não apresentaram quaisquer sintomas de gripe durante o período de quarentena. A rotina de trabalho não foi alterada, já que eles não apresentaram problema de saúde.

 

Liberado para retomar as operações normais, o navio, com 27 pessoas a bordo, seguirá para Tramandaí, no Rio Grande do Sul, e, em seguida, para o Nordeste brasileiro.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína influenza A (H1N1)

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.