Azia e queimação podem ser sinal de doença?

Estes dois sintomas podem estar relacionados a diversas doenças e só um médico pode identificar a origem do problema. A azia, comumente conhecida por causar uma sensação de queimação no tórax, é relacionada com refluxo do conteúdo gástrico para o esôfago. Este fato ocorre em pessoas que têm doença do refluxo gastro-esofageano. Antigamente, este sintoma era diretamente relacionado à hérnia hiatal (deslocamento de parte do estômago para dentro do tórax, através do hiato esofageano do diafragma), mas atualmente sabe-se que pessoas sem hérnia também podem ter refluxo. Tipicamente, os pacientes portadores desta doença queixam-se de azia - que pode ir até a garganta, principalmente após as refeições, e que por vezes piora ao se deitar. Alguns alimentos agravam o quadro, como por exemplo comidas gordurosas, frituras, doces ou mesmo o álcool. A sensação de azia também pode ser sentida com constância pelos fumantes. O tratamento do problema é feito com medicamento específico, indicado para reduzir a produção de ácido no estômago. Uma das orientações dadas ao paciente é que siga uma dieta alimentar restritiva, para evitar incidências. Se depois de seguir essas recomendações o problema não se resolver, o médico poderá indicar um tratamento operatório. Já a tão conhecida "queimação" é um termo genérico, que pode ocorrer na região do estômago (abdome alto) ou na toráxica. Quando é de origem estomacal, sem grande freqüência e de fraca intensidade, pode ser sinal que sensibilidade gástrica, muitas vezes relacionada com o estresse. Mas se o sintoma se torna mais freqüente e de maior intensidade, indica a necessidade de realizar uma endoscopia, para determinação do diagnóstico exato. Pacientes portadores de gastrite, úlceras e até câncer gástrico podem apresentar como sintoma principal a queimação na "boca do estômago". (*) Cirurgião gastroenterologista, especializado em cirurgia bariátrica, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica - Regional São Paulo. Foi pioneiro na realização da primeira cirurgia videolaparoscópica do País, na década de 80.

Agencia Estado,

14 de junho de 2006 | 15h42

Tudo o que sabemos sobre:
artigos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.