AP
AP

Bactérias em melões matam 13 nos EUA

Surto de listeriose, o mais grave em dez anos, atinge 18 Estados; número de casos deve crescer

Reuters

29 de setembro de 2011 | 10h29

CHICAGO - Casos de listeriose - infecção pela bactéria Listeria monocytogenes - motivados pelo consumo de melões contaminados mataram pelo menos 13 pessoas nos Estados Unidos e deixaram mais 72 hospitalizadas. Autoridades de saúde afirmam que o número de casos deve aumentar em outubro, quando mais infectados desenvolverem sintomas, como vômito e diarreia. 

 

Com casos em 18 Estados, o surto já é considerado o mais letal em dez anos, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Diferentemente da E. coli e da salmonela, dois micro-organismos que causam enfermidades por meio de alimentos, a bactéria da listeriose pode provocar a doença até dois meses depois de a comida infectada ter sido ingerida, o que torna esses surtos especialmente problemáticos. 

 

“Provavelmente veremos mais casos durante todo o mês de outubro”, afirmou a comissária da agência de vigilância sanitária do país (FDA), Margaret Hamburg. O prognóstico pessimista é reforçado pela médica Barbara Mahon, do CDC. “Esperamos que o número de casos aumente e é possível que ocorra o mesmo com o de mortes”, afirmou. Segundo ela, estão sendo divulgados apenas os casos de infecção e de morte confirmados por exames laboratoriais.

 

As autoridades de saúde afirmam que o surto começou a partir de melões cultivados pela empresa Jensen Farms, no Estado de Colorado. As frutas infectadas foram comercializadas entre 29 de julho e 10 de setembro.

 

Não se sabe como a bactéria contaminou os melões. Surtos de listeriose são mais corriqueiros envolvendo queijos e carnes processadas. “A bactéria é muito comum, o que significa que é muito fácil ela entrar na cadeia alimentar, no campo ou em casa”, afirmou o especialista Martin Wiedmann, professor da Universidade Cornell. Segundo ele, para contrair listeriose é necessário ingerir uma quantidade razoavelmente grande de alimentos contaminados. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.