Ban começa a trabalhar pela erradicação do fumo na ONU

Assembléia Geral decidiu proibir o consumo e a venda de cigarros no edifício na organização

Efe

07 de novembro de 2008 | 15h13

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, iniciou nesta sexta-feira, 7, a difícil tarefa de erradicar o fumo na sede da organização em Nova York, um dos poucos cantos da cidade onde ainda é possível acender um cigarro sem ser importunado. A porta-voz das Nações Unidas, Michele Montas, disse que Ban estuda que medidas adotar para pôr em prática uma resolução aprovada na segunda-feira pela Assembléia Geral, que decidiu proibir o consumo e a venda de cigarros no edifício da ONU. A resolução destaca os malefícios do tabagismo passivo, que pode causar doenças e levar à morte. Por essa razão, o texto proíbe o consumo e a venda de cigarros no interior da sede das Nações Unidas, e recomenda uma política similar em suas instalações no resto do mundo. Montas destacou que a primeira medida tomada pelo secretário-geral foi enviar uma circular ao quadro de funcionários da ONU, na qual pede que todos parem de fumar na sede de Nova York. Porém, a porta-voz lembrou que as delegações diplomáticas não estão obrigadas a seguir as indicações de Ban. "O problema neste caso é que os diplomatas continuam fumando no Café Viena", disse Montas, em referência a uma das três cafeterias do prédio. Tanto no Café Viena como na cafeteria da Sala de Delegados, todos os dias membros do corpo diplomático e funcionários da ONU ignoram solenemente os cartazes que sinalizam a proibição ao ato de se fumar no edifício. O porta-voz da Assembléia Geral, Enrique Yeves, disse que a resolução aprovada na segunda-feira deixa a critério do secretário-geral a implementação de medidas específicas, mas exige de Ban a apresentação de um relatório sobre o assunto no ano que vem. A diretora da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, comemorou a recomendação da Assembléia como um passo na proteção da saúde dos diplomatas, dos funcionários e dos turistas que visitam a ONU. "Os Estados-membros dão um tremendo exemplo proibindo o fumo e a venda de cigarros em instalações da ONU", acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.