Divulgação
Divulgação

Batatais (SP) entra em alerta após confirmar morte por febre amarela

A cidade de 61 mil habitantes fica na região de Ribeirão Preto, norte do Estado, e é rota de passagem de primatas como o bugio

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

23 Janeiro 2017 | 19h59

SOROCABA - A Secretaria Municipal de Saúde de Batatais, interior de São Paulo, postou um alerta no site oficial do município após a confirmação da morte de um homem de 36 anos pela febre amarela, nesta segunda-feira, 23. A cidade de 61 mil habitantes fica na região de Ribeirão Preto, norte do Estado. 

"É muito importante ressaltar que a febre amarela é transmitida ao homem por animais silvestres, como os macacos, os quais têm sido encontrados no meio urbano", informa o comunicado. A vítima residia sozinha em um sítio, na estrada vicinal Geraldo Marighella, próximo da divisa com Patrocínio Paulista. De acordo com a prefeitura, a região é rota de passagem de primatas como o bugio.

Equipes da saúde imunizaram os moradores em um raio de cinco quilômetros da casa onde a vítima morava. Na cidade, os agentes estão indo de casa em casa, em uma busca por moradores que ainda não se vacinaram. "Também se faz necessário que sejam tomadas todas as medidas de prevenção aos criadouros do mosquito Aedes aegypti, pois o mesmo mosquito que transmite a dengue, a zika e a chikungunya, também pode transmitir a febre amarela", alerta a pasta. 

Outro caso de óbito por febre amarela, este ano, foi registrado em Américo Brasiliense, na região de São José do Rio Preto, também na faixa norte do Estado de São Paulo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.