Beagle de instituto é posto à venda em mercado virtual

Polícia de Sorocaba investiga anúncio, que pedia R$ 2,7 mil por cão e já foi retirado do ar

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

25 de outubro de 2013 | 15h08

SOROCABA - Um cão da raça beagle supostamente furtado do Instituto Royal, em São Roque, foi posto à venda na quinta-feira, 24, no site Mercado Livre, conhecida rede de comércio virtual, pelo preço de R$ 2,7 mil. O autor da oferta informava que o animal procedia do instituto e estava fraco. O Instituto Royal, que usa cães para testes com medicamentos, foi invadido por ativistas no último dia 18, sob a alegação de maus tratos aos animais.

Os 178 beagles que estavam no local foram levados pelos invasores. Ao tomar conhecimento da oferta na internet, o instituto pediu que o animal seja encaminhado de volta para que passe por exames veterinários. No início da tarde desta sexta-feira, 25, segundo a assessoria de imprensa, o anúncio já tinha sido tirado do ar. A Polícia Civil de Sorocaba vai investigar a autoria da postagem.

Mais conteúdo sobre:
BeaglesInstituto Royal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.