REUTERS
REUTERS

Bebê de 5 meses é a 11ª vítima de H1N1 no noroeste paulista

A região já teve 53 casos confirmados da chamada gripe asiática e cinco pacientes ainda aguardam o resultado de exames

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

10 Março 2016 | 16h15

SOROCABA - A região noroeste do Estado de São Paulo teve confirmada nesta quinta-feira, 10, a 11ª morte pelo vírus H1N1, causador da chamada gripe asiática, este ano. A vítima, um bebê de cinco meses, morreu após ficar internado no Hospital Padre Albino, em Catanduva. A família é moradora de Jales, cidade da região.

Na terça-feira, 8, já tinham sido confirmadas outras duas mortes na região: a de um homem de 51 anos, morador de São José do Rio Preto, e de uma moradora de Icém.

O bebê de Jales é a segunda criança vitimada pela gripe. No último dia 3, foi registrada a morte de um menino de seis anos. A região já teve 53 casos confirmados de H1N1 e cinco pacientes ainda aguardam o resultado de exames. Os sintomas do H1N1 são parecidos com os de outras gripes, incluindo dor de cabeça, tosse, dificuldade para respirar, mas vêm acompanhados de muita dor muscular e febre alta.

Em razão do surto epidêmico, a Secretaria da Saúde do Estado decidiu antecipar o início da vacinação contra a gripe na região, previsto para abril. A expectativa é iniciar a vacinação no próximo dia 23. 

O Estado aguarda o envio de vacinas solicitadas ao Ministério da Saúde. O público-alvo ainda não foi definido, mas deve incluir crianças, gestantes, idosos, profissionais de saúde, portadores de doenças crônicas, presos e funcionários do sistema penal.

Mais conteúdo sobre:
IcémMinistério da Saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.