Cortesia Advocate Chidren's Hospital/via REUTERS
Cortesia Advocate Chidren's Hospital/via REUTERS

Bebê passa por cirurgia nos EUA para retirar 'gêmeo parasita'

Dominique, de 10 meses, nasceu com duas pernas a mais e uma segunda espinha; ela foi operada no dia 8 deste mês

O Estado de S.Paulo

22 Março 2017 | 22h34

Médicos informaram nesta terça-feira, 21, que uma bebê africana que está se recuperando de uma cirurgia arriscada em um hospital de Chicago, nos Estados Unidos, poderá ter uma vida normal.

A menina Dominique, de apenas dez meses, nasceu na Costa do Marfim com duas pernas a mais e uma segunda espinha. A má-formação era provenientes de um gêmeo 'parasita', que não se desenvolveu completamente durante a gestação e acabou se acoplando ao corpo de Dominique. 

A operação para a retirada das pernas e da segunda espinha foi realizada no dia 8 de março. 

Mais de 50 médicos e enfermeiros cuidam da menina no hospital infantil Advocate, em Park Ridge, Illinois. Sua mãe adotiva, Nancy Swabb, de Chicago, disse que a menina agora pode se sentar, levantar as mãos e pegar objetos, coisas que ela não conseguia fazer antes da operação. /AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.