EFE/EPA/MARCO OTTICO
EFE/EPA/MARCO OTTICO

Boletim coronavírus: segundo caso confirmado no Brasil, 1ª morte nos EUA e doença chega ao Equador

'Estado' reúne principais notícias do dia sobre o avanço da doença pelo mundo. Neste sábado, São Paulo confirma segundo paciente com o vírus

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de fevereiro de 2020 | 18h16

SÃO PAULO - O Estado está reunindo diariamente as principais notícias sobre o coronavírus. Neste sábado, 29, o Ministério da Saúde confirmou o segundo paciente diagnosticado com a doença, também em São Paulo. Assim como o primeiro, este paciente também havia feito viagem recente à Itália, que já conta com mais de 1000 casos. Enquanto isso, os Estados Unidos registraram a primeira morte pela doença em uma mulher do estado de Washington, que se tornou a primeira vítima letal na América. Ao mesmo tempo, o vírus chegou ao Equador através de uma mulher recém-chegada da Espanha.

Veja a seguir as principais notícias e acompanhe as últimas informações sobre o coronavírus em tempo real:

O Ministério da Saúde confirmou mais um caso positivo de coronavírus no Brasil neste sábado, 29. O paciente infectado também retornou de uma viagem na Itália. O primeiro caso também aconteceu em São Paulo e ocorreu em outro paciente que voltou da Itália. O ministério ainda não informou mais detalhes e, em nota, disse apenas ter sido notificado pela Secretaria de Saúde do Estado no fim desta tarde.

Um homem diagnosticado com coronavírus no estado de Washington, nos Estados Unidos, se tornou a primeira vítima fatal da doença no país e em todo o continente americano. De acordo com o Departamento de Saúde dos EUA, eles já têm mais de 60 casos confirmados, a maioria de ex-passageiros do cruzeiro Diamond Princess.  

A Secretaria de Estado da Saúde informou que descartou neste sábado, 29, dez casos suspeitos do novo coronavírus após análise laboratorial do Instituto Adolfo Lutz.  Desse total, oito tinham sido notificados na capital, 1 em Lorena e 1 em Bauru, ambas no interior do Estado. O levantamento da sexta-feira, 28, registrava 66 casos suspeitos no Estado e apenas um confirmado.

Pelo 3º dia consecutivo, o papa Francisco cancelou compromissos e reuniões por um aparente resfriado. Aos 83 anos, o líder da Igreja Católica nunca havia cancelado tantas audiências oficiais durante os sete anos de seu papado. Francisco perdeu parte de um dos pulmões por causa de uma doença respiratória quando jovem.

Durante um encontro em Foz do Iguaçu, neste sábado, 29, governadores de Estados do Sul e do Sudeste devem oficializar uma carta pedindo verba de R$ 1 bilhão ao Ministério da Saúde para combaterem o coronavírus. Os dirigentes devem apoiar o pedido de secretários de saúde para que o governo federal reforce os repasses para atendimentos de média e alta complexidade.

Em meio ao avanço global do coronavírus, a atividade industrial da China, segunda maior economia do mundo, caiu a um mínimo histórico em fevereiro deste ano. A informação foi divulgada hoje pelo Bureau Nacional de Estatísticas (BNS). A maioria dos analistas avalia que o crescimento econômico do País será muito afetado no primeiro trimestre.

O Equador confirmou na tarde deste sábado, 29, sua primeira paciente contaminada pelo coronavírus, uma mulher que chegou ao país após uma viagem à Espanha. A informação foi anunciada pela ministra da Saúde, Katalina Andramuño. Ela explicou que a paciente chegou ao Equador em 14 de fevereiro e "não havia apresentado sintomas da doença". 

Simultaneamente, um novo balanço divulgado nesta tarde pelo Ministério da Saúde italiano confirma que já foram registrados mais de 1.000 casos do coronavírus na Itália. O número de mortes chegou a 29, oito delas nas últimas 24h.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.