Adriano Machado / Reuters
Adriano Machado / Reuters

Bolsonaro diz que, no combate à pandemia de covid-19, 'tivemos mais sucesso que exterior'

Presidente avisa que sucesso no Ministério da Saúde veio após ele colocar um general no Ministério da Saúde

Denise Luna e Emilly Behnke, O Estado de S.Paulo

14 de outubro de 2020 | 12h02

Nesta quarta-feira, 14, o presidente Jair Bolsonaro disse durante a posse virtual do quinto mandato do presidente da Federação do Rio de Janeiro (Firjan), Eduardo Eugênio Gouveia Vieira, que o Brasil se saiu melhor do que o exterior no combate à pandemia da covid-19, principalmente depois que "colocou um general lá", se referindo ao Ministério da Saúde, comandado por Eduardo Pazuello.

Bolsonaro voltou a dizer que a pandemia, na sua avaliação, foi superdimensionada, e que desde o início alertou que havia dois problemas na pandemia: o vírus e o emprego. "Graças ao bom ministério que montamos implementamos medidas que mitigaram efeitos colaterais da pandemia", afirmou por teleconferência com a diretoria empossada. "Se tivesse embarcado na onda do 'fica em casa e a economia a gente vê depois', teria afundado mais ainda", avaliou.

Segundo Bolsonaro, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, "está fazendo um trabalho excepcional na Saúde". Enfatizou ainda que a economia está se recuperando "de forma muito melhor do que poderíamos esperar".

"A economia está se recuperando de forma muito melhor do que se deveria esperar. Conversei com Paulo Guedes e se o número de empregos este mês se aproximar do que aconteceu no mês passado é que a economia efetivamente pegou", avaliou. "O Rio tem jeito e o Brasil tem jeito também", concluiu seu discurso ao lado do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, que também participou do evento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.