DIDA SAMPAIO/ESTADAO
DIDA SAMPAIO/ESTADAO

Bolsonaro diz que pode cancelar viagem à Itália por causa do coronavírus

Presidente tem viagem prevista para abril ou maio, quando também deverá ir a outros países da Europa. 'Já estamos enfrentando, fazendo o possível', disse sobre o combate ao vírus no Brasil

Emilly Behnke e Dida Sampaio, O Estado de S.Paulo

27 de fevereiro de 2020 | 19h17

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 27, que poderá cancelar uma visita prevista à Itália por causa da epidemia de casos de coronavírus naquele país. Ele tem uma viagem pessoal para conhecer antepassados italianos, entre abril e maio, após uma visita oficial à Polônia e Hungria. Da região de Lucca, na Toscana, vieram os avós do presidente.

Bolsonaro, contudo, confirmou "por enquanto" sua ida para o Uruguai para a posse de presidente eleito, Luis Lacalle Pou, no domingo, 1° de março.

Segundo Bolsonaro, o coronavírus é "mais uma realidade ruim que vamos ter que enfrentar", disse. "Já estamos enfrentando, fazendo o possível", disse. O presidente disse ainda que "infelizmente, mais cedo ou mais tarde" a doença chegaria no Brasil e declarou que falará mais sobre o assunto na transmissão ao vivo que faz às quintas-feiras no Facebook.

Bolsonaro comentou ainda que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, destinou "mais de US$ 1 bilhão" para combater a doença no país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.