'Bomba gay' e novos efeitos do Viagra levam IgNobel de 2007

América Latina emplaca três ganhadores na premiação de pesquisas que fazem 'rir e, depois, pensar'

Carlos Orsi, estadao.com.br

04 de outubro de 2007 | 20h38

Um japonês que descobriu como extrair aroma de baunilha do esterco, a constatação dos efeitos do Viagra contra o jet-lag em hamsters e uma "bomba gay" estão entre os principais ganhadores do IgNobel, a sátira do Prêmio Nobel criada para "honrar conquistas científicas que fazem as pessoas rir e, depois, pensar". Neste ano, a América Latina emplacou três vencedores.   Improbable Research   Enrique Cerda Villablanca, da Universidade de Santiago, no Chile, divide o prêmio de Física por dedicar-se a estudar como lençóis se amassam. Já os argentinos Patricia V. Agostino, Santiago A. Plano e Diego A. Golombek compartilham o prêmio de Aviação, por terem descoberto que o Viagra reduz o "jetlag" em hamsters. E o colombiano Juan Manuel Toro divide o prêmio de Lingüística pela descoberta de que ratos não conseguem distinguir  holandês de japonês - se as duas línguas forem faladas ao contrário.   Entregues na Universidade Harvard, EUA, em cerimônia realizada nesta quinta-feira, 4, com transmissão ao vivo pela internet, os IgNobéis deste ano têm como principal atração o prêmio de Química, para Mayu Yamamoto, do Japão, que descobriu um modo de extrair aroma de baunilha de esterco de vaca. Em homenagem a esse feito, a sorveteria  Toscanini's Ice Cream da cidade de Cambridge - onde fica Harvard - preparou um novo sabor, Baunilha Yum-a-Moto.   Outros prêmios dignos de nota são o de Biologia, para a holandesa Johanna E.M.H. van Bronswijk, que fez um censo das formas de vida que existem em uma cama - insetos, aranhas, crustáceos, bactérias, algas, fungos, entre outros - e o de Medicina, para um estudo intitulado "O Ato de Engolir Espadas e Seus Efeitos Colaterais".   Neste ano, os IgNóbeis são entregues por ganhadores do Nobel: Craig Mello (Fisiologia ou Medicina, 2006), Roy Glauber (Física, 2005), Dudley Herschbach (Química 1986), William Lipscomb (Química 1976), Sheldon Glashow (Física 1979) e Robert Laughlin (Física 1998). O comitê do IgNobel informa que Laughlin é o prêmio do concurso Tenha Um Encontro com Um Ganhador do Nobel. Sete dos premiados confirmaram presença na cerimônia. Esta é a décima-sétima edição do IgNobel, organizado pela revista Annals of Improbable Research (Anais da Pesquisa Improvável), que se define como uma publicação de "humorismo científico".  O tema da cerimônia de entrega é "Galinha", com um discurso abertura intitulado "Chicken Chicken Chicken: Chicken Chicken" (Galinha Galinha Galinha: Galinha Galinha), consistindo de dois minutos da palavra "galinha" repetida em meio à projeção de diagramas. Também haverá a estréia da mini-ópera "Galinha versus Ovo".   Lista de ganhadores: MEDICINABrian Witcombe de Gloucester, Reino Unido, e Dan Meyer de Antioch, Tennessee, EUA, pelo relatório "O Ato de Engolir Espadas e Seus Efeitos Colaterais".   FÍSICAL. Mahadevan da Harvard University, EUA, e Enrique Cerda Villablanca da Universidade de Santiago de Chile, por estudar como lençóis se amassam. BIOLOGIAProf. Dr. Johanna E.M.H. van Bronswijk da Eindhoven University of Technology, Holanda, por fazer um censo de todas as criaturas que compartilham nossas camas conosco.   QUÍMICAMayu Yamamoto do International Medical Center do Japão, por criar um modo de extrair aromatizante baunilha de esterco. LINGÜÍSTICAJuan Manuel Toro, Josep B. Trobalon e Núria Sebastián-Gallés, da Universitat de Barcelona, por mostrar que ratos, às vezes, não conseguem distinguir uma pessoa falando japonês ao contrário de outra falando holandês ao contrário.   LITERATURAGlenda Browne de Blaxland, Blue Mountains, Austrália, por seu estudo sobre o artigo "the" ("o") e os problemas que causa a quem busca organizar uma lista em ordem alfabética.   PAZLaboratório Wright da Força Aérea dos EUA, pela pesquisa e desenvolvimento de uma arma química, a "bomba gay", que fará com que soldados inimigos sintam uma atração sexual irresistível uns pelos outros.   NUTRIÇÃOBrian Wansink of Cornell University, pela exploração do apetite ilimitado do ser humano, alimentando voluntários com uma tigela de sopa sem fundo que nunca se esvazia.   ECONOMIAKuo Cheng Hsieh, de Taiwan, por patentear uma invenção que captura ladrões de banco lançando uma rede sobre eles. AVIAÇÃOPatricia V. Agostino, Santiago A. Plano e Diego A. Golombek da Universidad Nacional de Quilmes, Argentina, pela descoberta de que Viagra ajuda hamsters a se recuperar do "jetlag".

Tudo o que sabemos sobre:
ignobel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.