Fernando Bizerra/ EFE
Fernando Bizerra/ EFE

Brasil alcança a marca de 4,5 milhões de vacinados, 2,16% da população

Número de imunizados com a segunda dose chegou a 108.735

Andreza Galdeano, O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2021 | 20h26

O número de pessoas vacinadas contra a covid-19 no Brasil chegou nesta quinta-feira, 11, a 4.584.338, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto às secretarias estaduais de saúde. Nas últimas 24 horas, 24 Estados informaram dados atualizados e 262.660 pessoas receberam a primeira dose. 

O número de imunizados representa 2,16% da população brasileira. Outro dado que o consórcio apresenta é o número de vacinados com a segunda dose, que chegou a 108.735 pessoas (0,05% da população). 

O maior número de vacinados pertence a São Paulo, que começou a aplicação das doses no dia 17 de janeiro. Até agora, o Estado imunizou 1.229.602 pessoas. No Rio de Janeiro, o número é de 336.508 imunizados. 

Nesta quinta-feira, o projeto que prevê cadeia para quem furar a fila da vacina foi aprovado pela Câmara com pena de até 3 anos, além de multa. A proposta precisa ainda ser aprovada pelo Senado e cria um novo tipo de crime, chamado de "infração a plano de imunização", atualmente não previsto no Código Penal.

Vacinados no Brasil por Estado, segundo o consórcio de veículos de imprensa:

Primeira dose:

AC - 11.991

AL - 74.890

AM - 174.990

AP - 15.968

BA - 358.775

CE - 204.945

DF - 109.893

ES - 91.333

GO - 152.619

MA - 95.500

MG - 354.787

MS  - 77.808

MT - 68.450

PA - 111.032

PB - 80.370

PE - 211.961

PI - 53.492

PR - 225.044

RJ - 336.508

RN - 73.481

RO - 31.838

RR - 20.580

RS - 267.691

SC - 96.491

SE - 32.138

SP - 1.229.602

TO - 22.161

Segunda dose:

DF - 7.427

MA - 2.807

MG - 60.982

MS - 8.107

PB - 1.044

PE - 18.412

PI - 36

RS - 1.525

SC - 494

SE - 1.826

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.