Arte sobre foto de Alissa Eckert, MS; Dan Higgins, MAM/CDC/via REUTERS
Arte sobre foto de Alissa Eckert, MS; Dan Higgins, MAM/CDC/via REUTERS

Brasil contabiliza média diária de 425 óbitos pela covid-19

País é o terceiro no mundo em número de contaminados; segundo o Ministério da Saúde, há 4.972.898 recuperados

Renata Mesquita, O Estado de S.Paulo

31 de outubro de 2020 | 20h16

A média móvel diária de mortes causadas pelo novo coronavírus no Brasil ficou em 425 neste sábado, 31. O valor considera as oscilações de registros de óbitos dos últimos sete dias e elimina distorções entre um número alto de meio de semana e baixo de fim de semana.

Segundo o consórcio de veículos de imprensa, formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL, foram registrados nas últimas 24 horas 15.203 novos casos e 340 óbitos segundo levantamento realizado neste sábado, 31, em conjunto com as secretarias estaduais de Saúde.

No total, são 159.902 brasileiros mortos pela doença desde o início da pandemia, em fevereiro. Já o número de casos subiu para 5.534.731. O balanço do Ministério da Saúde, por sua vez, aponta que há 4.972.898 recuperados e outros 402.823 que seguem em acompanhamento. 

São Paulo registrou nas últimas 24 horas mais 2.339 novos casos e 59 mortes. A média móvel semanal de óbitos do Estado ficou em 84 mortes. Os dados mostram tendência de queda da pandemia no estado, já que há sete dias este índice estava em 105, ou seja, apresentam uma redução de 20%. 

No total, o São Paulo registra 1.116.127 infectados e 39.311 óbitos. Conforme boletim da Secretaria Estadual de Saúde, 999.718 pessoas estão recuperadas, sendo que 121.713 foram internadas e tiveram alta hospitalar.

Conforme contagem da Universidade Johns Hopkins (EUA), o Brasil é o terceiro país mais afetado pela pandemia em número de contaminados. Está atrás de Estados Unidos e Índia, que ocupam a primeira e segunda posição, respectivamente. No total, universidade aponta que mundo já registra mais de 45 milhões de casos. 

Parceria

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal. De forma inédita, a iniciativa foi uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia e se manteve mesmo após a manutenção dos registros governamentais.

De acordo com o Ministério da Saúde, 18.947 novos casos de infecção pela covid-19 e 407 óbitos foram registrados nas últimas 24 horas. Ao todo, 5.535.605 pessoas se infectaram e 159.884 faleceram em decorrência do novo coronavírus. Os números diferem dos compilados pelo consórcio de veículos de imprensa principalmente por causa do horário de coleta dos dados.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.