REUTERS/Rahel Patrasso
REUTERS/Rahel Patrasso

Brasil contabiliza média móvel de 779 óbitos por dia devido à covid-19

Balanço do Ministério da Saúde indica que 3,7 milhões de brasileiros já se recuperaram da doença

Ludimila Honorato, O Estado de S.Paulo

17 de setembro de 2020 | 20h00

SÃO PAULO - O Brasil registrou nesta quinta-feira, 17, uma média móvel de 779 óbitos causados pelo novo coronavírus, com um total de 135.031 mortes desde o início da pandemia. Nas últimas 24 horas, entraram para a contabilização mais 857 pessoas que morreram devido à doença, segundo levantamento feito por Estadão, G1, O GloboExtraFolha e UOL. Lembrando que o valor da média móvel considera as variações da contagem diária ao longo de sete dias a fim de eliminar distorções entre um número alto no meio de semana e baixo no fim de semana.

Desde às 20h de quarta-feira, 16, o País contabilizou 35.757 novos casos confirmados de infecção e, com isso, o número de brasileiros já contaminados chegou a 4.457.443. O Ministério da Saúde informou nesta quinta-feira que 3.753.082 pessoas estão recuperadas e 567.369 seguem em acompanhamento.

A contagem de casos e mortes feita pela Universidade Johns Hopkins mostra que o Brasil é o terceiro país mais afetado pela pandemia no mundo em número de infectados. Estão à frente os Estados Unidos em primeiro lugar, com 6,6 milhões de casos, e a Índia em segundo, com 5,1 milhões. Em relação aos óbitos, contudo, o País fica na vice-liderança.

Nesta quinta-feira, o Estado de São Paulo informou que registra 33.472 óbitos e 916.821 casos confirmados do novo coronavírus. Do total de diagnósticos positivos, 769.932 se recuperaram da covid-19, sendo que 100.980 foram internadas e tiveram alta hospitalar. Na capital paulista, o vírus tem avançado entre os bairros mais nobres, com aumento de 53% nos locais com alto IDH. Mesmo assim, a covid-19 ainda é mais prevalente em bairros de IDH mais baixo.

Já o Rio de Janeiro contabilizou 111 novas mortes e 661 novos infectados na últimas 24 horas. No total, o Estado tem agora 17.453 óbitos e 246.843 casos. Há ainda 386 mortes em investigação. Por número de mortos, as cinco cidades mais afetadas são a capital (10.391), Duque de Caxias (686), São Gonçalo (685), Nova Iguaçu (554) e São João de Meriti (415).

Consórcio da imprensa

O balanço de óbitos e casos feito pelos seis veículos de comunicação desde o dia 8 de junho é uma iniciativa inédita em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia. De forma colaborativa, as informações necessárias são coletadas junto às secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal. O projeto se manteve após o governo recuar e continuar divulgando os registros.

De acordo com o Ministério da Saúde, 36.303 novos casos de covid-19 e 829 óbitos foram registrados nas últimas 24 horas, o que eleva os números totais para 4.455.386 e 134.935, respectivamente. Os valores diferem daqueles compilados pelo consórcio de veículos de imprensa por causa do horário de coleta dos dados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.