Brasil dará reforço à ajuda humanitária nos países africanos

Brasil dará reforço à ajuda humanitária nos países africanos

Países se unem para enfrentar o surto de Ebola no continente

Luiz Fernando Toledo , O Estado de S. Paulo

08 Outubro 2014 | 03h00

O governo brasileiro deve anunciar, até o fim da semana, um reforço à ajuda humanitária a países africanos para enfrentar o Ebola. Até agora, o Brasil enviou kits com medicamentos e equipamentos médicos, além de R$ 1 milhão – um auxílio considerado tímido, sobretudo quando comparado à doação realizada por outros países. 

Há duas semanas, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, entregou para a presidente Dilma Rousseff, durante a Assembleia-Geral das Nações Unidas, um pedido para a ampliação dos recursos. Entre as sugestões para ampliação do auxílio estavam alimentos, medicamentos e equipamentos médicos e dinheiro. 

Ontem, os ministros das Relações Exteriores, Luís Alberto Figueiredo; da Saúde, Arthur Chioro, e Defesa, Celso Amorim, reuniram-se para discutir qual reforço poderia ser enviado aos países africanos. Um novo encontro com representantes da pasta deverá ser realizado nos próximos dias. “Nossa proposta deverá ser entregue à Casa Civil. A decisão final caberá à presidente Dilma Rousseff”, afirmou Chioro. A Índia destinou US$ 12 milhões para ações de prevenção. 

Mais conteúdo sobre:
ONU Ebola

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.