Adriano Machado / Reuters
Adriano Machado / Reuters

Brasil identifica dois casos da nova variante Deltacron, afirma Queiroga

As capacidades de transmissão e letalidade da cepa híbrida ainda estão em estudo pela comunidade científica internacional

Eduardo Gayer, O Estado de S.Paulo

15 de março de 2022 | 10h43

BRASÍLIA - O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta terça-feira, 14, que o Brasil já identificou dois casos da variante Deltacron do coronavírus - um no Amapá e outro no Pará.

A Deltacron seria uma junção das variantes Ômicron e Delta. As capacidades de transmissão e letalidade da cepa híbrida ainda estão em estudo pela comunidade científica internacional.

"Essa variante, que seria uma junção da Ômicron com a Delta, Deltacron, que tem mais na França e alguns outros países da Europa… Nosso serviço de vigilância genômica já identificou dois casos no Brasil. Um no Amapá, outro no Pará. E nós monitoramos todos esses casos", disse o ministro, na chegada ao prédio do Ministério. "Essa variante é de importância e requer monitoramento", acrescentou.

De acordo com Queiroga, a melhor forma de combate à Deltacron é a vacinação. "As autoridades sanitárias estão aqui, diante dessas situações, para tranquilizar a população brasileira. As medidas são as mesmas. Se eu tivesse que indicar uma medida, é a aplicação da dose de reforço, é importante. Se você não tomou, procure a Unidade Básica de Saúde mais próxima de onde você mora", enfatizou o ministro.

Em uma atualização de 10 de março, um banco de dados internacional de sequências virais relatou 33 amostras da nova variante na França, oito na Dinamarca, uma na Alemanha e uma na Holanda. Conforme relatado pela Reuters, a empresa de sequenciamento genético Helix encontrou dois casos nos Estados Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
Marcelo Queirogacoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.