Arte sobre foto de Alissa Eckert, MS; Dan Higgins, MAM/CDC/via REUTERS
Arte sobre foto de Alissa Eckert, MS; Dan Higgins, MAM/CDC/via REUTERS

Brasil registra 357 novas mortes por coronavírus nas últimas 24 horas

São 3.503 novos casos confirmados da covid-19 de ontem para hoje no país; informações são do Ministério da Saúde

André Borges e Julia Lindner, O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2020 | 15h37

Nesta sexta-feira, 24, o Brasil registrou, 357 mortes provocadas pelo novo coronavírus e 3.503 casos da doença nas últimas 24 horas, segundo informações do Ministério da Saúde .  

Com isso, em todo o País, o número total de mortes de pessoas infectadas pelo novo coronavírus chegou a 3.670, com um total de 52.995 casos confirmados. Até quinta-feira, o número total era de 3.313 vítimas fatais e 49.492 casos confirmados.

São Paulo, que segue sendo o Estado mais afetado pela doença, atingiu 17.826 casos confirmados e 1.512 mortes de pessoas infectadas por covid-19. Em seguida vêm Rio de Janeiro (6.282 casos, 570 mortes), Ceará (4.800 casos, 284 mortes), Pernambuco (3.999 casos, 352 mortes) e Amazonas (3.194 casos, 255 mortes). 

Ainda não constam nesses números, no entanto, pessoas que morreram nos últimos dias com os mesmos sintomas causados pelo novo coronavírus, mas que não tiveram a causa da morte investigada ou concluída até o momento. 

A curva no crescimento de óbitos e de novos pacientes acompanha uma tendência já verificada pelo Ministério da Saúde, que hoje aponta os meses de maio e junho como o pico da doença em boa parte dos Estados do País.

São Paulo 

Segundo boletim da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, a covid-19 já é verificada em 41% do território estadual, e são 269 os municípios de São Paulo com ao menos um caso confirmado da doença. 

Ainda de acordo com o boletim, a taxa de ocupação dos leitos para atendimentos a covid-19 em UTI no Estado de São Paulo está em 57,7%, aumento superior a dois pontos percentuais nas últimas 24 horas. O aumento é de quase três pontos na Grande São Paulo, onde a taxa é de 76,9% nesta sexta-feira.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.