Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Brasil registra queda de mortes por covid pela 5ª semana seguida, mas circulação do vírus é alta

Taxas de internação por coronavírus no País continuam em patamares considerados elevados

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

06 de agosto de 2021 | 10h59

RIO - Boletim divulgado nesta sexta-feira, 6, pelo Observatório Covid-19 da Fiocruz aponta que, pela quinta semana consecutiva, o Brasil apresentou redução tanto nos casos de contaminação quanto de mortes por covid-19. Ainda assim, os pesquisadores apontam que permanece alta a circulação do vírus, fato comprovado tanto pelos testes com resultado positivo, quanto pela incidência de notificação de Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG).

Os números se referem à última semana do mês de julho, e segundo o boletim se reflete na ocupação dos hospitais, que vem apresentando "relativo alívio". Apesar disso, os valores continuam em patamares considerados elevados.

Segundo os números levantados, a redução nos índices de contaminação acotece em velocidade menor do que a de número de mortes. "A taxa de mortalidade diminuiu 1,3% ao dia, enquanto a taxa de incidência de casos de Covid-19 foi reduzida em apenas 0,3% por dia", diz o relatório.

De acordo com o boletim, a maior parte dos estados apresentou estabilidade nas taxas de incidência e mortalidade. Houve quedas significativas no Acre, Rio Grande do Norte, Sergipe e Bahia, e "alta considerável" no Rio Grande do Sul, "que pode ter como consequência um aumento da demanda por internações hospitalares ou mesmo de óbitos nas próximas semanas".

O estudo ressalta que, em geral, as curvas que apresentam os índices de contaminação e de mortes apresentam defasagem de duas semanas, motivada pela própria evolução da doença e do quadro clínico dos pacientes.

Na quarta-feira, um outro boletim divulgado pela Fiocruz alertou para uma tendência de alta no número de notificações de SRAG, registrados em sistema do Ministério da Saúde. Desde o início da pandemia, a maioria dos pacientes com esse diagnóstico teve a confirmação para covid-19. 

Tudo o que sabemos sobre:
coronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.