Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Brasil tem 41,89% da população vacinada com ao menos a primeira dose contra a covid-19

número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou a 88.707.871 neste sábado, 17

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de julho de 2021 | 20h42

SÃO PAULO - O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou a 88.707.871 neste sábado, 17, segundo o consórcio de veículos de imprensa. O índice representa 41,89% da população total parcialmente imunizada.

Nas últimas 24 horas, 671.558 pessoas receberam a primeira aplicação da vacina. O balanço do consórcio é realizado junto a secretarias de 26 Estados e Distrito Federal.

O País também registra 33.734.941 de pessoas com a imunização completa, seja por ter recebido a vacina de reforço ou de dose única. É o equivalente a 15,93% da população total. 

Nas últimas 24 horas, 357.816 pessoas receberam a segunda dose e outras 77.994 tomaram uma vacina de dose única. Somando todas as vacinas aplicadas, o País administrou 1.107.368 doses neste sábado.

Em termos proporcionais, São Paulo é o Estado que mais vacinou sua população até aqui, com 49,81% dos habitantes com ao menos a primeira dose. Já o Mato Grosso do Sul mantém a liderança da imunização completa no País, com 28,88% tendo terminado o esquema vacinal. 

A menor porcentagem é encontrada no Amapá, onde apenas 28,13% receberam a primeira dose da vacina. É o único Estado brasileiro que ainda não atingiu a marca dos 30%.

Em números absolutos, o ranking da primeira dose é composto por São Paulo (23 milhões), seguido por Minas Gerais (8,44 milhões) e Rio de Janeiro (6,88 milhões).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.