Arte sobre foto de Tiago Queiroz/Estadão
Arte sobre foto de Tiago Queiroz/Estadão

Brasil tem 82,53% da população com ao menos uma dose contra covid

Seis dos sete Estados do Norte não superam 75% de vacinados com a 1ª dose

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de maio de 2022 | 21h16

O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil está em 177.300.070, o equivalente a 82,53% da população total, nesta terça-feira, 3. Em relação à segunda dose, 164.363.406 dos brasileiros foram alcançados, ou 76,51% dos indivíduos.

No contexto geral, Estados do Norte do País ainda apresentam dados bem abaixo da média em relação à aplicação da primeira dose na população. Seis dos sete estados sequer atingiram 75% do público-alvo acima dos 18 anos.

Os estados de Roraima e Amapá há dias indicam o mesmo percentual de vacinados com a primeira porção do imunizante: 62,27%. Os dois são as unidades federativas que, proporcionalmente, tem o menor número de pessoas imunizadas. Seguidos de Tocantins (70,04%), Rondônia (70,14%), Acre (70,48%) e Amazonas (72,44%).

O País já imunizou 87.052.949 com a 3ª dose, enquanto 1.806.596 foram alcançados com a quarta, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 18 Estados.  

Somando as vacinas de primeira e segunda dose aplicadas, além da terceira de reforço, o Brasil administrou 717.448 doses nesta segunda-feira. Já em relação à vacinação pediátrica (para crianças de 5 a 11 anos), o Brasil chegou a 11.844.031 doses, o equivalente a 57,78% deste público.

Em termos proporcionais, Piauí é o Estado que mais vacinou sua população até aqui: 93,12% dos habitantes receberam ao menos a primeira dose. Em números absolutos, o maior número de vacinados com a primeira dose está em São Paulo (42 milhões), seguido por Minas Gerais (17 milhões) e Rio de Janeiro (14 milhões).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.