Arte sobre foto de Tiago Queiroz/Estadão
Arte sobre foto de Tiago Queiroz/Estadão

Brasil tem 82% da população vacinada com ao menos uma dose contra covid

País já imunizou 176.168.280 de pessoas com ao menos uma dose até às 20 horas desta quarta-feira, 6

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de abril de 2022 | 20h24

Correções: 08/04/2022 | 20h22

O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou nesta quinta-feira, 10, a 176.059.261, o equivalente a quase 82% da população total. Em relação à segunda dose, 161.626.084 dos brasileiros foram alcançados, ou 75,23% dos indivíduos.

Imunizados com doses de reforço ou adicionais o número chegou a 79.896.209 da população. Nas últimas 24 horas, 106.186 pessoas receberam a primeira dose da vacina; 239.697, a segunda; e adicionais, 367.582, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 22 Estados.

Somando as vacinas de primeira e segunda dose aplicadas, além da terceira de reforço, o Brasil administrou 717.448 doses nesta segunda-feira. Já em relação à vacinação pediátrica (para crianças de 5 a 11 anos), o Brasil chegou a 10970866 doses, o equivalente a 53,52% deste público.

Em termos proporcionais, Piauí é o Estado que mais vacinou sua população até aqui: 92,51% dos habitantes receberam ao menos a primeira dose. A porcentagem mais baixa é encontrada em Amapá, onde 61,16% receberam a vacina. Em números absolutos, o maior número de vacinados com a primeira dose está em São Paulo (41 milhões), seguido por Minas Gerais (17 milhões) e Rio de Janeiro (13 milhões).

Correções
08/04/2022 | 20h22

Diferentemente do informado na primeira versão desta matéria, 176.059.261 primeiras doses de vacinas foram aplicadas até o dia 6, e não 176.168.280. Houve erro na inserção dos dados relativos ao Espírito Santo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.