Brasil tem mais quatro casos de gripe suína; no total são 35

Dos quatro novos casos, um paciente de SP e um do Rio estiveram no exterior

Wellington Bahnemann, da Agência Estado,

06 Junho 2009 | 17h24

O Ministério da Saúde confirmou hoje mais quatro casos de gripe suína, dois no Estado de São Paulo, um no Rio de Janeiro e um no Tocantins. Com isso, o total de casos no País sobe para 35, dos quais 15 em SP, oito no RJ, cinco em SC, dois em Mato Grosso, três em TO, um em MG e um no RS. Há outros 35 casos suspeitos da doença.

 

Veja também:

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde 

 

Dos quatro novos casos, um paciente de SP e um do Rio estiveram no exterior, e agora estão em isolamento domiciliar. Outro paciente com gripe suína (H1N1) de São Paulo tem o local de infecção em investigação, pois esteve no exterior e teve contato com uma pessoa contaminada. No caso de Tocantins, o paciente teve contato com outra pessoa com doença, infectada no exterior.

 

Os casos suspeitos da doença estão nos estados de SP (13), MG (5), PR (4), RJ (3), RN (2), RO (2), ES (2), TO (2), PE (1), SC (1) e GO (2), além do DF (2).

 

Creche

 

Por precaução, o Ministério da Saúde, a Secretaria de Saúde do Estado de Santa Catarina e a Secretaria Municipal de Florianópolis decidiram recomendar a suspensão das atividades de uma creche na capital do Estado. Uma das crianças da escola teve a doença confirmada ontem (5), está em isolamento domiciliar e se recupera bem.

 

A criança divide seu espaço de atividades com outros 19 alunos, que, assim como os funcionários e pessoas próximas, estão sob monitoramento das autoridades de saúde estaduais e municipais. A suspensão vai até o fim dos sintomas da doença.

Mais conteúdo sobre:
Gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.