Cai número de doações de órgãos no País

As doações de órgãos estão diminuindo. Segundo dados divulgados ontem pela Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO), só 532 mortos no País tiveram seus órgãos retirados até junho - 5,8 doadores por 1 milhão de pessoas. Em 2004 e 2005, os índices foram de 7,4 e 6,3. No semestre, foram feitos 8.563 transplantes. Os órgãos de um morto podem beneficiar até 15 pessoas. Para a ABTO, um dos problemas é o fato de os médicos não informarem imediatamente as mortes encefálicas, pois os órgãos devem ser retirados quando o cérebro parou de funcionar, mas o coração ainda bate. Hoje é o Dia Nacional do Doador de Órgãos.

Agencia Estado,

27 de setembro de 2006 | 11h45

Tudo o que sabemos sobre:
notícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.