AIZAR RALDES / AFP
AIZAR RALDES / AFP

Vacinação para crianças contra covid: veja calendário em SP, Rio, Brasília e outras cidades

Saiba também como fazer o cadastro; esquema vacinal infantil é de duas doses

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de janeiro de 2022 | 08h14
Atualizado 24 de janeiro de 2022 | 17h02

A imunização de crianças faz parte do Plano Nacional de Operacionalização das Vacinas Contra a covid-19. O Ministério da Saúde prevê que a vacinação de 5 a 11 anos não é obrigatória e seguirá uma ordem de prioridades, iniciando pelas crianças com comorbidades e deficiências permanentes. O esquema vacinal será de duas doses.  Ao todo, o governo estima em 20 milhões o número de crianças nesta faixa etária no País.

A vacina infantil da Pfizer recebeu aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em dezembro de 2021. A camapanha ganhou um novo imunizante no dia 20 de janeiro, quando a Anvisa deu aval para a aplicação da Coronovac em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos que não sejam imunocomprometidos.

A vacinação contra a covid-19 em crianças está permitida em mais de 40 países. O imunizante já é aplicado em países como Estados Unidos, Áustria, Alemanha, Chile, China e Colômbia.

O volume da Pfizer aplicado no público pediátrico é menor, de 0,2 mL. Como a composição é distinta da dos adultos, os frascos do imunizante são de cor laranja. Como a dose e o volume são reduzidos, o uso de seringas menores é recomendado. O esquema vacinal é de duas doses, com intervalo de oito semanas entre as aplicações.

A formulação da Coronavac a ser usada em crianças é a mesma da aplicada em adultos. O intervalo entre doses é de 28 dias.

Cadastro Vacina Já

O Estado de São Paulo está fazendo o cadastro de crianças dos 5 aos 11 anos para a vacinação contra o coronavírus. Pais e responsáveis podem fazer o registro no portal Vacina Já (clique aqui). O cadastro é opcional e não funciona como agendamento. Porém, agiliza o atendimento nos locais de imunização, evitando filas e aglomerações.

Vacinação para crianças contra covid em São Paulo

A cidade começou a imunizar crianças entre 5 e 11 anos na segunda-feira, 17. O primeiro grupo elegível foram os pequenos que têm alguma deficiência ou comorbidade. Os pais têm de apresentar laudo médico, receitas ou exames que comprovem a condição de saúde. O cronograma também alcançou crianças aldeadas na mesma faixa etária. 

A partir da aprovação da Coronavac para o público de 6 a 11 anos sem imunossupressão, a capital ampliou a campanha de vacinação para todas as crianças de 5 a 11 anos da cidade.  

A Secretaria da Saúde do Estado informou que todas as crianças poderão se vacinar em São Paulo, mesmo aquelas que não tenham CPF. Poderá ser apresentado o cartão nacional do SUS ou outro documento. Em relação ao acompanhante na hora da imunização, as crianças serão vacinadas na presença dos pais ou responsáveis; do contrário, será aceito um termo de assentimento em caso de outro acompanhante.

Veja onde se vacinar na cidade de São Paulo:

  • 469 Unidades Básicas de Saúde (UBS): funcionam de segunda a sexta, das 7h às 19h.

  • AMAs/UBSs Integradas: funcionam das 7h às 19h, inclusive aos sábados e feriadosVeja aqui a lista com os endereços das unidades.

Vacinação para crianças contra covid no Rio

Até terça, 25, manterá a repescagem para meninos e meninas de 11 anos. Na quarta, 26, está prevista a abertura da imunização para os pequenos com 10 anos. Crianças com deficiência e/ou comorbidades, informou a prefeitura, poderão ser vacinadas a qualquer momento, desde que estejam dentro da faixa de 5 a 11 anos. Todas as unidades de saúde do município vão realizar este atendimento. 

Vacinação para crianças contra covid em Brasília

O Distrito Federal iniciou, na quarta, 19, a vacinar crianças de 8 anos, 9 anos e 10 anos, além de dar continuidade à vacinação dos pequenos de 11 anos e dos com comorbidades de 5 a 11 anos, que iniciaram o ciclo vacinal no domingo (16). A ampliação foi possível com o repasse de mais 16,3 mil doses pelo Ministério da Saúde, conforme informou a secretaria.

A vacinação ocorre em 11 postos exclusivos e fixos para a campanha infantil, com funcionamento das 8h às 17h. São as unidades em Sobradinho, Planaltina, Santa Maria, Paranoá, Ceilândia, Brazlândia, Plano Piloto, Cruzeiro, Guará, Taguatinga e Samambaia.

O Distrito Federal planeja campanha para vacinar os estudantes a partir dos 5 anos de idade. De 7 a 12 de fevereiro, uma Unidade Básica de Saúde de cada Região Administrativa será referência para vacinar os alunos, entre 8h e 17h.

A Secretaria de Saúde começou a vacinar crianças de 6 e 7 anos contra a covid-19, no sábado, 22. Os pequenos recebem a Coronavac. 

Os pequenos com comorbidades ou deficiência permanente recebem imunizante da Pfizer. Aqueles entre 8 e 11 anos também podem receber esse imunizante.

Os estoques da vacina pediátrica da Pfizer acabaram no sábado, 22. A vacinação com esse imunizante só será retomada quando receberem uma nova remessa. A expectativa é que isso aconteça na quinta-feira, 27.

Vacinação para crianças contra covid em Belo Horizonte

A Prefeitura de Belo Horizonte começou a vacinar crianças contra a covid-19 a partir do sábado, 15. Por ora, aplica a primeira dose em crianças com comorbidades de 11 a 5 anos, completos até a data da vacinação, e pequenos sem comorbidades nascidos de janeiro a junho de 2010 que ainda tenham 11 anos.

Vacinação para crianças contra covid em Campinas

Campinas iniciou a vacinação contra a covid na faixa etária de 5 a 11 anos, na terça-feira, 18. O primeiro grupo contemplado é o de crianças com “doenças preexistentes ou deficiência permanente, além de indígenas e quilombolas”, conforme informou a secretaria. O agendamento deve ser feito no site vacina.campinas.sp.gov.br ou pelo telefone 160. 

Vacinação para crianças contra covid em Ribeirão Preto

A Secretaria da Saúde informa que inicia a imunização em crianças nesta próxima semana. Foram disponibilizadas 2.500 vagas para vacinação na terça, 18.

Vacinação para crianças contra covid em Recife

Na cidade, crianças de 5 a 11 anos com comorbidades e/ou deficiência permanente passaram a ser vacinadas no sábado, 15. Na quarta, 19, o município começou a imunizar meninos e meninas por faixa etária, de forma decrescente, começando com aqueles com 11 anos de idade. A partir de domingo, 23, a cidade está com agendamento aberto para a vacinação das crianças com 10 anos de idade.  

Vacinação para crianças contra covid em Salvador

A Prefeitura de Salvador iniciou neste sábado, dia 15, a vacinação infantil contra covid-19

Vacinação para crianças contra covid em Manaus

A vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19 em Manaus começou na segunda-feira, 17. Ela estará concentrada em apenas quatro locais de grande fluxo.

A prefeitura deu início na segunda, 24, à vacinação contra a covid da população geral de 11 anos. Crianças com comorbidade, com deficiência ou que vivem em instituições de longa permanência, além de indígenas e quilombolas, seguem a ser vacinadas.  

Vacinação para crianças contra covid em Curitiba

A vacinação de crianças de 5 a 11 anos teve início na segunda-feira, 17. Os primeiros grupos são dos pequenos acamados, institucionalizados e indígenas, seguidos dos que têm comorbidades e os com deficiência. 

A partir de quinta, 20, a cidade começou a vacinar crianças sem comorbidades. Na quinta foram atendidos os pequenos nascidos entre 21 de janeiro e 30 de junho de 2010. Na sexta, 21, serão imunizadas as nascidas entre 1º de julho e 31 de dezembro de 2010. 

A partir de segunda, 24, a cidade ampliou a vacinação contra a covid-19 para todas as crianças nascidas em 2011. Também poderão receber a primeira aplicação aquelas que já foram convocadas e não puderam comparecer na data. 

Vacinação para crianças contra covid em Porto Alegre

Em ato simbólico, na quarta, 19, o governo do Estado e a prefeitura de Porto Alegre abriram oficialmente a campanha de vacinação contra a covid-19. Na capital gaúcha, o primeiro grupo a receber imunizante foi o de pequenos com 10 e 11 anos com comorbidades ou com deficiência permanente, além de crianças indígenas e quilombolas de 5 a 11 anos.

A partir de quinta, 20, a prefeitura ampliou o público da vacinação infantil. Podem receber dose crianças a partir de 7 anos com comorbidade ou deficiência permanente. A administração também tornou autistas a partir de 5 anos elegíveis ao imunizante. A vacinação de indígenas e quilombolas de 5 a 11 anos foi mantida.

A prefeitura ampliou o público apto a receber a dose pediátrica da Pfizer a partir da segunda-feira, 24. Podem receber a dose todas as crianças a partir de 11 anos. A vacinação de crianças indígenas, quilombolas, autistas, com comorbidade e deficiência a partir de 5 anos, segue.

A Secretaria Municipal de Saúde também disponibiliza, desde segunda, o cadastramento de vacinação para crianças de 5 a 11 anos acamadas. O cadastro deve ser feito exclusivamente através de mensagem no WhatsApp.

Vacinação para crianças contra covid em Fortaleza

Fortaleza iniciou, no sábado, 15, a vacinação de crianças. A aplicação da vacina ocorre exclusivamente por agendamento, em ordem decrescente de idade, iniciando com os de 11 anos, avançando até os que possuem 5 anos. 

A partir do sábado, 22, pequenos de 5 anos a 11 anos com comorbidades e/ou deficiências permanentes, que tenham indicado a condição no ato do cadastro na plataforma Saúde Digital, passam a ser imunizados. 

A partir da segunda, 24, a capital passou a vacinar crianças de 5 a 11 anos restritas ao leito. Essas crianças são vacinadas em domicílio pelas equipes da Atenção Primária à Saúde. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.