Câmara debaterá falta de repasse para terceirizados

Vereador quer saber razões da Prefeitura para atrasar envio de verba para OSS; secretaria promete regularização

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

10 Dezembro 2014 | 21h18

A Comissão de Saúde da Câmara Municipal vai realizar nesta quinta-feira, 11, uma reunião extraordinária para discutir o atraso no repasse de verbas da Prefeitura para as Organizações Sociais de Saúde (OSS), que administram unidades de atendimento diversas, incluindo hospitais e postos de saúde. Na sexta, servidores da OSS Santa Marcelina não receberam o pagamento em dia, mas a situação foi regularizada. 

Também foi registrado atraso no pagamento nas OSSs Santa Casa e Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM). “O motivo da reunião é a defesa do munícipe. A Prefeitura tem de pagar pelo serviço prestado, porque é muito cruel não receber nesse período de Natal”, afirma o vereador Gilberto Natalini (PV).

Segundo Natalini, representantes das organizações foram convidados para o encontro, que discutirá as causas do atraso do pagamento e como a situação pode ser solucionada. O secretário municipal de Saúde, José de Filippi Júnior também, foi chamado para o diálogo, de acordo com o vereador. “Chamamos o secretário e os parceiros. A gente não tem o quadro geral. Acho que não foram todas as OSSs, mas as mais importantes”, diz o parlamentar. 

Acerto. A Secretaria Municipal da Saúde informou que o atraso foi pontual e teve como causa “acertos administrativos”. A pasta afirma que a situação deve ser regularizada até o fim desta semana.

Mais conteúdo sobre:
Câmara Municipal

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.