Caminhoneiro é a 5ª vítima da gripe suína no País

Caso é registrado no Rio Grande do Sul, que ainda espera resultado de exames de mais 4 pessoas que morreram

Solange Spigliatti, Central de Notícias,

16 Julho 2009 | 11h30

Um caminhoneiro é a 5ª vítima da gripe suína no País. O caso foi confirmado nesta quinta-feira, 16, pela Secretaria Municipal de Saúde de Uruguaiana. O Rio Grande do Sul ainda investiga mais quatro mortes que podem ter sido causadas pelo vírus A (H1N1). São Paulo registrou duas mortes pela doença e o Rio Grande do Sul, três.

 

O caminhoneiro da cidade de Itaqui, de 35 anos, faleceu na madrugada desta quinta, após apresentar melhora no quadro de saúde, segundo a Santa Casa. O paciente tinha hipertensão, o que favoreceu a evolução do vírus no organismo.

 

Ele esteve na Argentina, retornando ao Brasil pela cidade de Porto Xavier, no dia 29 de junho, quando já apresentava os sintomas da doença. Ele foi levado para a cidade de Santa Rosa, onde foram coletados os materiais para o exame, segundo o secretário. No dia 4 de julho, o paciente foi liberado e voltou para a cidade de Itaqui, onde morava. Em Itaqui, ele voltou a apresentar os sintomas da gripe suína, sendo encaminhado para a Santa Casa de Uruguaiana, no último dia 6. Na cidade, segundo o secretário, 13 casos da doença ainda são suspeitos. Uma mulher, o único caso confirmado na cidade, já teve alta.

 

Para o secretário, os caminhoneiros que estão contraindo a doença não estão tomando medidas para prevenir o vírus. "Eles têm o compromisso com a entrega da carga e continuam trabalhando mesmo com os sintomas da doença, o que agrava o caso, como aconteceu com este paciente", conclui.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.