Campanha de vacinação contra rubéola começa sábado

A rubéola é uma doença infecto-contagiosa causada por vírus e que atinge principalmente as crianças

Agência Brasil,

04 de agosto de 2008 | 14h30

Começa no próximo sábado, 9, a Campanha Nacional de Vacinação para Eliminação da Rubéola. A expectativa do Ministério da Saúde é imunizar aproximadamente 70 milhões de homens e mulheres durante cinco semanas. Pela primeira vez, o foco da campanha serão pessoas do sexo masculino, que, em 2007, representaram 70% dos casos de rubéola registrados no País.   A vacinação será feita em duas frentes: com a aplicação da vacina dupla viral (sarampo e rubéola) em homens e mulheres com idade entre 20 e 39 anos de todo o País, e por meio da vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) em pessoas entre 12 e 19 anos nos estados do Maranhão, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, de Minas Gerais e Mato Grosso. Toda a população indígena que vive em aldeias também deverá receber a vacina.   A rubéola é uma doença infecto-contagiosa causada por vírus e que atinge principalmente as crianças. Provoca sintomas como febre, manchas pelo corpo, dor nas articulações, perda de apetite e tosse. A conseqüência mais grave ocorre quando a pessoa infectada é uma grávida. Nesses casos, a doença pode provocar aborto ou o nascimento de crianças com síndrome da rubéola congênita, que pode causar deficiência auditiva, lesões oculares, malformações cardíacas e problemas neurológicos.

Tudo o que sabemos sobre:
rubeólavacinação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.