Campanha em São Paulo previne contra insuficiência renal

A Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) promoveu ontem no Horto Florestal, na zona norte da Capital, a campanha Previna-se!, com o objetivo de sensibilizar as pessoas sobre os riscos à saúde causados pela insuficiência renal. De acordo com a entidade, 15 mil pessoas morrem todos os anos no Brasil por causa da doença, muitas vezes por não saber que tinham o problema. No encontro, realizado das 9h às 15h, médicos e voluntários explicaram à população os sintomas da doença renal, como sangue na urina, dores na região lombar e fraqueza. Além disso, os médicos também realizaram exames gratuitos de urina e verificaram a pressão arterial das pessoas que compareceram ao evento. Os visitantes que tiveram a doença diagnosticada ontem serão encaminhados para hospitais e clínicas especializadas para a realização de novos testes mais detalhados e, se necessário, iniciar um tratamento. A atividade, que deve se repetir em outras cidades ao longo do ano, atraiu cerca de 500 pessoas ontem. 1 milhão sofrem da doença; 60% não sabem disso - Segundo levantamento da Sociedade de Nefrologia, mais de um milhão de pessoas sofrem de insuficiência renal, mas cerca de 60% ainda não sabem disso. Com a campanha, a SBN tenta reduzir as taxas de crescimento da insuficiência renal no País. A principal preocupação da coordenadora do Comitê de Prevenção da entidade, Gianna Kirsztajn, é que, muitas vezes, as pessoas só descobrem que são portadoras numa fase avançada, quando os problemas são irreversíveis. Para que o tratamento seja bem-sucedido, o ideal é que os portadores identifiquem logo o problema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.