Campinas confirma segunda morte por gripe suína

Vítima tinha problemas no sistema imunológico; outras 7 mortes são investigadas na cidade

Fabiana Marchezi, Central de Notícias,

29 Julho 2009 | 12h32

A Secretaria Municipal de Saúde de Campinas, no interior paulista, confirmou, nesta quarta-feira, 29, a segunda morte por causa da gripe suína. A vítima é uma mulher de 48 anos que estava internada desde o último dia 22 e morreu na segunda-feira, 27. Ela tinha outra doença que comprometia o sistema imunológico.

 

De acordo com a secretaria, outros sete óbitos suspeitos de Doença Respiratória Aguda Grave (SRAG) estão sendo analisados para várias doenças, inclusive para a gripe suína. Os exames destes pacientes estão sendo processados. São seis mulheres: de 54 anos; 34 anos; 22 anos; 32 anos; 36 anos; 56 anos; e um homem de 35 anos. Desse total, três já tinham outra doença que comprometia o sistema imunológico.

 

A secretaria também confirmou outros três novos casos da doença em moradores da cidade: uma gestante de 17 anos, um homem de 26 anos e uma menina de 11 anos. Todos estão em processo de recuperação e passam bem.

 

Com os novos casos, chega a 78 o número de infectados pela doença na cidade, contando com as duas mortes. A secretaria ressalta que o número é o resultado acumulado desde os primeiros registros confirmados de infecção em moradores de Campinas, no dia 19 de junho.

Mais conteúdo sobre:
gripe suínavírus A (H1N1)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.