Campinas tem primeiro caso de zika vírus em grávidas

Mulher de 30 anos está na 17ª semana de gestação

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

05 Março 2016 | 10h19

SOROCABA – Uma mulher de 30 anos, na 17ª semana de gestação, é o primeiro caso de gestante contaminada pelo zika vírus em Campinas, interior de São Paulo. O diagnóstico positivo foi confirmado nesta sexta-feira pela Secretaria Municipal de Saúde, porém, ainda não há indícios de microcefalia no feto. A gestante apresentou sintomas no fim de janeiro e amostras analisadas pelo Instituto Adolfo Lutz confirmaram a presença do vírus. O caso é autóctone, já que a paciente contraiu o vírus na própria cidade. A mulher e o bebê serão acompanhados mesmo após o parto.

De acordo com a pasta, foram realizadas medidas de bloqueio no bairro em que a grávida mora. A cidade teve registrado um caso anterior de zika vírus que acometeu um jovem de 20 anos. Ele teve a doença em 2015, mas não apresentou sintomas e foi doador de sangue no Hospital das Clínicas. A contaminação pelo vírus só foi descoberto porque o receptor do sangue apresentou os sintomas da doença. O caso só foi registrado como positivo em fevereiro deste ano, após a análise de todas as amostras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.