Canadá detecta suposto caso de 'E. coli' em indivíduo que viajou à Alemanha

Testes iniciais detectaram uma toxina similar ao encontrado na Europa

Efe

07 Junho 2011 | 17h14

Toronto (Canadá) - As autoridades sanitárias canadenses informaram nesta segunda-feira que um canadense que viajou à Alemanha pode ser a primeira pessoa do país a contrair a bactéria de "E. coli" que causou já 21 mortes no país europeu.

A diretora médica da província de Ontário, Arlene King, revelou nesta segunda-feira que os exames preliminares realizados no indivíduo, que reside nos arredores de Toronto, revelaram a presença de uma toxina similar à do foco alemão.

As autoridades médicas canadenses também disseram que o homem consumiu produtos alimentícios alemães.

Caso confirmado, este seria o primeiro caso no Canadá. O resultado oficial será divulgado após a conclusão dos exames.

O Governo de Ontário ordenou a todos os hospitais que comuniquem imediatamente casos de 'E. coli' que envolvam pessoas infectadas que viajaram para Alemanha.

Mais conteúdo sobre:
bactériainfecçãoE. coli

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.