REUTERS
REUTERS

Candidato à presidência dos EUA defende quarentena para quem chega do Brasil

Chris Christie adotou medida semelhante no Estado de New Jersey em 2014, no auge da epidemia do ebola

Altamiro Silva Junior, O Estado de S. Paulo

07 Fevereiro 2016 | 14h00

O governador do Estado de New Jersey, Chris Christie, disse nesse sábado, 6, que deixaria de quarentena pessoas dos Estados Unidos que voltassem de viagem do Brasil, por causa de preocupações com o zika vírus. A declaração foi feita no último debate entre os pré-candidatos republicanos antes das primárias de New Hampshire.

A questão surgiu porque a moderadora do debate, a jornalista Martha Raddatz, queria saber se Christie faria agora o mesmo que fez em 2014, no auge da epidemia do ebola, quando impôs uma quarentena em seu Estado a uma enfermeira que acabava de voltar da África e provocou grande repercussão no país. 

"Pode apostar que faria", disse ele, defendendo a quarentena. "Você toma essas decisões com base nos sintomas, nos medicamentos e na lei."Ainda no debate, a moderadora também questionou o pré-candidato Ben Carson, que é médico, se ele colocaria pessoas que voltassem do Brasil em quarentena.

O republicano respondeu que não botaria qualquer pessoa em quarentena simplesmente porque voltou de viagem ao Brasil."Se tivermos a evidência de que a pessoa está infectada e houver evidência de que a infecção pode se espalhar por algo que essa pessoa possa fazer, sim, eu colocaria. Mas sair colocando um grupo de pessoas simplesmente porque foram para o Brasil, eu não acho que isso vá funcionar", disse ele.

Para Carson, o que é preciso neste momento é uma ação rápida para controlar o zika vírus, como ocorreu com o ebola em 2014.Tanto Christie quanto Carson não estão bem nas pesquisas para as primárias de New Hampshire.

O governador de New Jersey tem 5% das intenções de voto no Estado, o sexto colocado, e Carson tem 3%, no oitavo lugar, segundo o site RealClearPolitics, que faz uma média de todas as últimas pesquisas de intenção de voto. O preferido do partido republicano é bilionário Donald Trump, com 31,2%, seguido pelo senador Marco Rubio, com 16%. No partido democrata, o senador Bernie Sanders lidera com 61%, segundo a pesquisa mais recente da CNN, seguido por Hillary Clinton, com 30%.

Mais conteúdo sobre:
eua zika aedes aegypit dengue chris christie eua

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.