REUTERS/Amanda Perobelli
REUTERS/Amanda Perobelli

CanSino iniciará Fase 3 do teste de vacina contra covid-19 na Arábia Saudita

A vacina usa um vírus inofensivo do resfriado conhecido como adenovírus tipo 5 (Ad5) para transportar material genético do coronavírus para o corpo

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de agosto de 2020 | 21h38

A Arábia Saudita começará em breve a Fase 3 de testes clínicos em cerca de cinco mil pessoas para uma vacina contra a covid-19 desenvolvida pela chinesa CanSino Biologics Inc, informou um porta-voz do Ministério da Saúde saudita neste domingo, .

No mês passado, o cofundador da CanSino disse que a empresa estava em negociações com Rússia, Brasil, Chile e Arábia Saudita para lançar a Fase 3 do estudo da candidata a vacina, Ad5-nCOV.

A vacina usa um vírus inofensivo do resfriado conhecido como adenovírus tipo 5 (Ad5) para transportar material genético do coronavírus para o corpo.

Os pesquisadores disseram no mês passado que a vacina da CanSino, desenvolvida em conjunto com a unidade de pesquisa militar da China, parecia ser segura e induzia respostas imunológicas na maioria dos indivíduos.

A Arábia Saudita planeja testar a vacina junto com um placebo em cinco mil voluntários e atualmente está preparando testes nas cidades de Riad, Damã e Meca, disse a agência de notícias estatal saudita SPA no sábado, 8.

A candidata da CanSino se tornou a primeira na China a passar para testes em humanos em março, mas outras vacinas em potencial desenvolvidas pela Sinovac Biotech e uma unidade do China National Pharmaceutical Group (Sinopharm) já foram aprovadas para testes da Fase 3 no exterior.

A vacina da Sinovac começou a ser testada com voluntários no Brasil no mês passado. / Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.