Casal nos EUA é processado por rezar em vez de chamar médico

Dale e Leilani Neumann podem pegar até 25 anos cada por não terem chamado um médico para a filha

Associated Press

28 de abril de 2008 | 18h53

Um casal que ficou rezando enquanto a filha de 11 anos morria de uma diabete não tratada será acusado de homicídio em segundo grau, afirmou um promotor nesta segunda-feira, 28. Madeline Neumann, filha de Dale e Leilani Neumann, morreu no último dia 23 de março na fazenda da família, em Weston. Uma autópsia determinou que ela morreu de cetoacidose diabética não-diagnosticada, uma doença que a deixou com pouca insulina no corpo. Os Neumann podem pegar 15 anos cada um se forem condenados. As acusações foram feitas ainda na segunda-feira, segundo o promotor do distrito, Jill Falstad. Segundo Falstad, os Neumann cooperaram com os investigadores e não receberam ordem de prisão. Eles concordaram em comparecer à corte na quarta-feira. Leilani Neumann, 40, disse anteriormente à Associated Press que ela não esperava que sua filha fosse morrer. A família acredita na Bíblia, que diz que a cura vem de Deus, mas eles não têm nada contra médicos, afirmou. De acordo com um mandado de busca, a avó da garota disse que ela ficou doente por muitos dias, estava "muito cansada" e queria ser abraçada pela mãe. Em 22 de março, Madeline não conseguia andar nem falar, contou a avó. A avó disse a Leilani Neumman para levar a garota ao médico, mas a mãe disse que sua filha "ficaria bem e que Deus a curaria", segundo o relatório da corte. A avó eventualmente contatou outra nora na Califórnia, que chamou a polícia numa linha não emergencial para relatar que a garota estava em coma e precisava de auxílio médico. Uma ambulância foi despachada para o local pouco antes de alguns amigos que estavam na casa ligaram para a emergência, pois a garota já tinha parado de respirar, disseram as autoridades.

Tudo o que sabemos sobre:
diabetesoração

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.