Casal obeso perde guarda dos filhos na Escócia

Assistentes sociais disseram que o peso dos pais não foi o único fator na decisão.

BBC Brasil, BBC

22 de outubro de 2009 | 07h42

Um casal obeso perdeu a guarda dos seus sete filhos na cidade britânica de Dundee, na Escócia, por, segundo os assistentes sociais, colocar em risco o bem-estar das crianças.  

 

Propaganda de alimento terá frase de advertência, como os remédios

Obesidade infantil avança e atinge crianças do Bolsa-Família

A maior parte das sete crianças - a mais nova tem poucas semanas de vida, e a mais velha, 13 anos de idade - também está acima do peso normal.

A mãe, de 40 anos, tem mais de 145 kg. O pai, de 53, pesa quase 115 kg. Segundo as autoridades, os nomes dos pais não foram revelados para proteger a identidade das crianças.

Os assistentes sociais da prefeitura de Dundee intervieram nesta semana. Segundo eles, os pais não têm condições de criar os seus filhos de forma saudável. Os pais já haviam perdido a guarda de duas das sete crianças este ano.

'Coração partido'

Segundo um porta-voz da Prefeitura, o peso das crianças não foi o único motivo na decisão de retirar a guarda das crianças. No entanto, ele não revelou mais detalhes sobre a decisão.

"Em muitos casos, os assistentes sociais dão um alto nível de apoio profissional e emocional para sua família por anos para tentar mantê-los unidos", disse o porta-voz.

"No entanto, o bem-estar e a segurança de uma criança ou crianças é a prioridade maior, e em alguns casos, apesar dos grandes esforços das agências de apoio, a melhor opção é que elas recebam cuidados fora das suas casas."

Em entrevista ao jornal britânico The Times, o pai da família disse que todos estão "de coração partido".

"Eu não consigo dormir, eu não consigo comer. Eu não posso descrever o quão sem poderes estou me sentindo. As crianças também estão arrasadas", disse ele ao jornal.

"Minha mulher foi informada que poderá ficar com o bebê por mais 24 horas, mas que depois disso ela teria que ir pra casa sozinha."

Segundo o jornal, a Prefeitura chegou a desembolsar 114 mil libras (mais de R$ 320 mil) com tratamentos para melhorar os hábitos alimentares da família.

Antes da decisão desta semana sobre todos os sete filhos, a família estava lutando na Justiça para conseguir retomar a guarda dos dois filhos perdida no começo do ano. Ainda não se sabe se eles agora contestarão judicialmente a perda da guarda de todos os filhos.     BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.