Casca de magnólia pode combater mau hálito, diz estudo

Cientistas dizem que pastilha de menta com magnólia mata 60% mais bactérias.

BBC Brasil, BBC

20 de novembro de 2007 | 11h55

Extrato de casca de magnólia pode ser usado para combater o mau hálito, de acordo com um estudo da fabricante de chicletes Wrigley Company, publicado na última edição da revista especializada Journal of Agricultural and Food Chemistry.O extrato da planta já é usado no tratamento de diversas doenças e também pode ser eficaz no combate às bactérias que provocam cáries.Os testes foram aplicados em nove voluntários da Wrigley e, segundo os pesquisadores, a combinação de menta com magnólia matou 20 vezes mais bactérias do que apenas menta.Ao deixar a pastilha de magnólia e menta agir por meia hora, os estudiosos registraram uma diminuição de 60% no número de bactérias, enquanto com a redução apenas com balas de menta foi de 3,6%. Todos os voluntários eram pessoas saudáveis e tinham acabado de almoçar.Entre as bactérias reduzidas pela pastilha estavam as responsáveis por problemas de mau hálito, bem como a Streptococcus mutans, que provoca cáries. "Mau hálito ou halitose é um grande problema social e psicológico que afeta a maioria da população", de acordo com os pesquisadores.Os estudiosos escreveram ainda que o extrato de casca de magnólia demonstrou ter "significativa atividade anti-bactericida contra organismos responsáveis pelo mau odor oral". A pesquisa conclui que o extrato pode ser incorporado em balas e chicletes para trazer "os benefícios de um maior frescor no hálito".Há muitos que defendem o uso de magnólia para aliviar os sintomas de reumatismo e asma, entre outras doenças. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.