Caso de gripe suína fecha posto de saúde no Estado do RJ

Funcionária do local e outras 12 pessoas da sua família passaram o feriado de Corpus Christi na Argentina

Clarissa Thomé, da Agência Estado,

25 Junho 2009 | 18h28

O maior posto de saúde de Friburgo, município da região serrana fluminense, foi fechado, depois que uma funcionária contraiu a gripe suína. O Centro de Saúde Sílvio Henrique Braune, que tem 150 funcionários e recebe duas mil pessoas por semana, ficará interditado até segunda-feira. Os atendimentos de emergência estão sendo transferidos para o Hospital Raul Sertã.

 

Veja também:

linkQuem vem da Argentina e Chile tem de fazer declaração

linkPaís reforça fiscalização da gripe

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde 

 

A funcionária e outras 12 pessoas da sua família passaram o feriado de Corpus Christi na Argentina. Na terça-feira passada, quatro delas começaram a apresentar sintomas de gripe. Os exames confirmaram que duas pessoas haviam contraído o vírus H1N1, um caso foi descartado e outro ainda aguarda resultado. A família está em isolamento domiciliar, e as pessoas que tiveram contato com o grupo também estão sendo monitoradas.

 

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Ostwald Dantas, não há motivo para a população ficar alarmada. "Não há casos de contaminação interna na cidade; somente as pessoas que tenham viajado recentemente para alguns dos países com foco da doença devem se precaver em casos de sintomas da gripe", afirmou.

 

As duas pessoas que tiveram a gripe suína confirmada estão bem. Elas não tiveram febre alta, manifestaram apenas tosse. "Estão inquietos por terem de ficar de quarentena, mas essa é uma medida da qual não podemos fugir, seguindo as orientações das autoridades sanitárias", afirmou Dantas.

 

A Cultura Inglesa de Botafogo, na zona sul do Rio, suspendeu as aulas de 15 turmas do horário das 15 horas às 17 horas. A medida preventiva foi tomada depois da confirmação de que o aluno do Colégio Santo Inácio que contraiu a gripe suína também frequenta o curso de inglês naquele horário.

 

O secretário municipal de saúde, Hans Dohmann, disse, em entrevista ao telejornal RJTV, que não há orientação para que se fechem estabelecimentos em caso de contaminação por gripe suína. "As crianças e as pessoas que tiveram contato direto com um caso confirmado devem ir à quarentena domiciliar. Mas não há nenhuma necessidade de fechar as portas e interromper as atividades. Nesse momento, não há nenhum orientação técnica nesse sentido", afirmou.

 

Dohmann lembrou que no inverno é comum que os casos de gripe aumentem e ressaltou que não há motivo para pânico. "A mortalidade dessa gripe, nesse momento, é igual ou menor do que a de uma gripe comum", afirmou.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.