Casos de aids crescem 21% entre jovens de 15 a 24 anos em São Paulo

Aumento ocorreu nos últimos 7 anos, segundo Secretaria Estadual de Saúde; Estado teve redução no número total de casos de 20%

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

01 Dezembro 2014 | 11h01

SÃO PAULO -  O número de casos de contaminação de jovens entre 15 e 24 anos com o vírus HIV cresceu 21,5% nos últimos sete anos no Estado de São Paulo, segundo dados da Secretaria Estadual da Saúde divulgados nesta segunda, 1º, quando é comemorado o Dia Mundial de Luta contra a Aids.

No ano passado, de acordo com o Boletim Epidemiológico do Centro de Referência e Treinamento (CRT) DST/Aids, foram notificados 722 casos entre os jovens dessa faixa etária ante 594 casos registrados em 2007. Em todo o Estado, quatro pessoas morrem por dia por causa da doença.

Ainda de acordo com a secretaria, houve redução de 20% no número de novas notificações no Estado no mesmo período, quando foi registrada a queda de 8.482 para 6.830 casos

Houve crescimento entre os homens que mantêm relações sexuais com outros homens, passando de 1.328, em 2007, para 1.549 no ano passado. Os idosos também estão dentro grupo que apresentou aumento das contaminações pelo vírus: de 319, em 2007, para 322 no ano passado.

Entre os heterossexuais, os registros caíram de 3.762 para 2.578 no mesmo período.

Mutirão. A partir desta segunda-feira e até a próxima sexta, 5, a secretaria vai realizar um mutirão de testes gratuitos para detectar o vírus HIV em 3,3 mil unidades de saúde no Estado.

A iniciativa faz parte da campanha "Fique Sabendo", que tem como objetivo fazer um diagnóstico precoce da aids. A meta é fazer 200 mil testes rápidos, cujos resultados são conhecidos em 30 minutos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.