Casos graves da gripe suína no País caem pela 5ª semana

Apesar da redução, Brasil ainda lidera o ranking mundial de mortes pela doença, com 899 ocorrências

Priscila Trindade, da Central de Notícias,

16 Setembro 2009 | 19h21

O número de casos graves de pessoas infectadas pelo vírus Influenza A (H1N1), conhecido como gripe suína, caiu no País pela quinta semana consecutiva, segundo informou o Ministério da Saúde nesta quarta-feira, 16. De acordo com o boletim, 35 casos graves foram notificados entre 6 e 12 de setembro. De 30 de agosto a 5 de setembro, foram registrados 490 casos.

 

Veja também:

link H1N1 e influenza sazonal têm taxas de mortalidade similares

especial ESPECIAL: Entenda a gripe suína

especial ESPECIAL: Perguntas e respostas sobre a gripe

 

Apesar da redução, o Brasil ainda lidera o ranking mundial de mortes pela doença (899). Comparado com outros países, o País ocupa o 5º lugar devido a taxa de mortalidade, que representa o número de casos em cada 100 mil habitantes.

 

Devido a queda de ocorrências de casos graves, o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde sobre Influenza A (H1N1) passará a ser divulgado mensalmente. Até o momento, o boletim era quinzenal. O Ministério ressalta ainda que "o monitoramento será mantido e se houver fatos relevantes outros boletins serão imediatamente divulgados".

 

Grávidas

 

Das 3.521 mulheres de 15 a 49 anos que desenvolveram a forma grave da doença, 856 estavam grávidas. Entre as gestantes, 91 morreram. O Brasil possui 53,5 milhões de mulheres em idade fértil, destas, 3,4 milhões estão grávidas.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.