Centro cirúrgico do hospital da UFRJ retoma as atividades nesta sexta

O setor foi fechado por apresentar 'risco sanitário' devido a rachaduras na estrutura física do local

Agência Brasil

28 de outubro de 2011 | 09h55

RIO - Após 22 dias interditado pela Superintendência de Vigilância Sanitária (Suvisa), o Centro Cirúrgico Geral do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, na Ilha do Fundão, foi reaberto nesta sexta-feira, 28.

 

O setor foi fechado por apresentar "risco sanitário" devido a rachaduras na estrutura física do local. O hospital realizou as obras de correção de estrutura solicitadas pela vigilância sanitária, Estão agendadas 12 cirurgias para hoje.

 

Em nota, a direção do hospital informou que sete salas estão aptas para receber pacientes. A Ala D continua desativada devido às más condições dos equipamentos do centro cirúrgico. As atividades dessa ala foram remanejadas para outras até que as obras nos pilares sejam concluídas. A previsão para o término da obra é 35 a 60 dias.

 

O atendimento ambulatorial e as consultas do hospital não foram paralisados durante o período de interdição do centro cirúrgico, assim como o funcionamento do serviço de emergência. Na unidade, 152 pacientes estão internados e 1.043 atendimentos ambulatoriais foram agendados.

 

No mês de outubro, 26.787 atendimentos ambulatoriais foram realizados no hospital. Em nenhum momento os pacientes foram transferidos para outras unidades. O remanejamento foi interno, para outras alas do próprio hospital.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.