Reprodução
Reprodução

Cerveja já era produzida na França na Idade do Ferro

Pesquisadores encontraram restos de cevada e equipamentos que sugerem a produção doméstica da bebida no país

Estadão.com.br,

14 Junho 2011 | 12h27

SÃO PAULO - Laurent Bouby e uma equipe de pesquisadores do Centro de Bioarqueologia e Ecologia, ligado ao Museu de História Natural francês, encontraram evidências da produção de cerveja na França no período conhecido como Idade do Ferro, por volta de 500 anos antes de Cristo. Os pesquisadores encontraram, durante escavações em Roquepertuse, a presença de grãos de cevada e equipamentos para o processo de maltagem. A descoberta foi publicada na edição online da revista Human Ecology.

Até então, só havia evidências da produção de vinho na região. Foram analisadas três amostras de sedimentos obtidos nos anos de 1990. Uma destas amostras foi retirada do chão de uma residência, próximo a uma lareira e um forno. As outras foram retiradas de um recipiente de cerâmica e de um fosso. Todas elas apresentavam restos de plantas carbonizadas com predominância de cevada.

De acordo com o que foi achado, os pesquisadores chegaram à conclusão de que os grãos eram encharcados em recipientes, espalhados e revirados durante a germinação em uma superfície plana. Eles então eram levados ao forno para secar para parar o processo de germinação, depois disto os grãos maltados eram moídos. A lareira e os contêineres encontrados serviriam para a fermentação e estocagem.

"As amostras de Roquepertuse sugerem que a cerveja foi realmente produzida como uma atividade doméstica. Comparados a outras evidências, isso contribui para o retrato de uma sociedade que combina um intricado uso de vários tipos de bebidas, incluindo cerveja, que foi provavelmente uma tradição local, e vinho, que foi, pelo menos em partes, promovido pelo contato entre as colônias por agentes mediterrâneos.", declararam os autores.

Mais conteúdo sobre:
cerveja Idade do Ferro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.