Fiocruz
Fiocruz

Chega à Fiocruz ingrediente para produzir 2,8 milhões de doses de vacina contra covid

Fundação prevê entregar entre os dias 12 e 15 de março as primeiras doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

06 de fevereiro de 2021 | 20h26

RIO DE JANEIRO - A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em Manguinhos (zona norte do Rio de Janeiro), recebeu às 20h02 deste sábado (6) o primeiro lote do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), princípio ativo necessário para a fabricação da vacina contra covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório AstraZeneca em parceria com a Fiocruz.

Esse lote tem 88 litros de IFA, armazenados a -55ºC, suficientes para a produção de 2,8 milhões de doses. As primeiras vacinas fabricadas com esse material devem ser entregues ao Ministério da Saúde entre 12 e 15 de março, segundo previsão da Fiocruz.

Esse primeiro lote veio da China em voo que pousou no aeroporto do Galeão, na Ilha do Governador (zona norte do Rio), e foi transportado em caminhão frigorífico até a Fiocruz, onde foi recebido pelo ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello.  “Nós estamos aqui na Fiocruz cumprindo uma etapa fantástica. É um projeto que começou há sete meses, com a escolha do laboratório que nós íamos eleger como parceiro. Nesses sete meses nós estruturamos Bio-Manguinhos, estruturamos nossa cadeia de produção, e com a chegada do IFA que veio da China, ele nos permite o início da fabricação e vai marcar a mudança da nossa gestão em vacinar”, afirmou o ministro, em declaração gravada em vídeo divulgado uma hora e meia após a chegada do IFA.

Outros dois lotes de IFA devem chegar da China ainda em fevereiro, em data ainda não definida. Ao todo, a Fiocruz deve receber em fevereiro IFA suficiente para produzir 15 milhões de doses da vacina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.