China celebra missão espacial após volta de tripulação

A nave chinesa Shenzhou 9 voltou nesta sexta-feira à Terra, encerrando uma missão na qual pela primeira vez uma mulher do país foi ao espaço e na qual foi realizado um teste crucial para as manobras de atracação numa futura estação espacial chinesa, a ser construída até 2020.

Reuters

29 de junho de 2012 | 18h11

A cápsula de retorno da nave, em formato de bala de goma e com três tripulantes a bordo, caiu à Terra de paraquedas e tocou o solo logo depois das 10h (23h de quinta-feira em Brasília) na região da Mongólia Interior, no noroeste chinês.

A missão de quase duas semanas foi saudada pelo governo como um marco no programa espacial chinês. O lançamento, o pouso e os exercícios de atracação no módulo experimental Tiangong 1 foram transmitidos ao vivo pela TV estatal, motivando uma onda de orgulho patriótico.

(Por Michael Martina, com reportagem adicional de Sally Huang e Sabrina Mao)

Tudo o que sabemos sobre:
CIENCIACHINAESPACO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.