China mata 50 mil cães em campanha contra surto de raiva

Cerca de 50 mil cães foram sacrificados no sudoeste da China em uma campanha contra a raiva. O massacre provocou o repúdio de grupos de proteção aos animais, que pediram um boicote dos produtos chineses. De acordo com a mídia estatal do país, o extermínio dos animais ocorreu durante cinco dias no distrito de Mouding, localizado na província de Yunnan. Ali foram poupados somente cães de guarda das unidades policiais. Especialistas da área médica, por sua vez, comentaram que a medida ressalta as falhas do sistema de saúde do país, onde todos os anos mais de 2 mil pessoas morrem por causa da raiva. Só nesse surto, três pessoas morreram.

Agencia Estado,

01 de agosto de 2006 | 16h53

Tudo o que sabemos sobre:
notícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.