China restaura ruínas no Tibete

Construções do século X sofreram com aumento de chuvas nas últimas décadas

BBC Brasil, BBC

10 Agosto 2011 | 08h09

 

O governo chinês está investindo quase US$ 8,9 milhões para reforçar as ruínas de barro e pedra do Reino Guge, no Tibete, construídas no século X.

Os trabalhos, na província de Ngari, no oeste tibetano, devem durar cinco anos.

As autoridades afirmam que as obras de contenção estão praticamente prontas.

Segundo as autoridades, o projeto deve reparar as estruturas e firmar o terreno no entorno das rochas.

O projeto também vai restaurar murais budistas milenares.

Nas últimas décadas, o aumento das chuvas na árida região provocou rachaduras e deslizamentos.

Com as obras, as ruínas devem ficar mais resistentes a desastres naturais.

Essa é a terceira vez que o governo chinês investe na preservação deste patrimônio histórico.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.