China tem primeiro caso suspeito de gripe suína

Estudante de 30 anos está em quarentena após voltar dos Estados Unidos com sintomas.

BBC Brasil, BBC

10 Maio 2009 | 13h45

A China registrou neste domingo o primeiro caso suspeito de contaminação pelo vírus Influenza A H1N1, mais conhecido como gripe suína.

De acordo com o ministério da Saúde, um estudante chinês de 30 anos começou a apresentar os sintomas ao retornar dos Estados Unidos.O homem está em quarentena em um hospital da província de Sichuan, no sudoeste do país."De acordo com os sintomas clínicos e os resultados de testes laboratoriais, trata-se de um caso suspeito de infecção pelo vírus A H1N1", disse o ministério em comunicado.As autoridades chinesas ainda disseram estar entrando em contato com os passageiros que estiveram nos mesmos voos que o estudante pegou para voltar ao país.A mídia estatal chinesa também informou que as autoridades colocaram em quarentena sete pessoas que tiveram em contato com três japoneses diagnosticados com gripe suína.No sábado, o Japão confirmou seus primeiros casos de contaminação. Um professor e três estudantes foram diagnosticados com o vírus após voltarem de uma viagem aos Estados Unidos.

Nas primeiras horas deste domingo os Estados Unidos confirmaram a terceira morte no país em decorrência da gripe suína.

Segundo o Departamento de Saúde do Estado, a vítima seria um homem com problemas cardíacos que morreu na quinta-feira.

No sábado o governo da Costa Rica anunciou uma morte no país em decorrência da gripe suína, a primeira registrada fora da América do Norte.

Segundo o Ministério da Saúde da Costa Rica, a vítima é um homem de 53 anos que sofria de diabetes.

De acordo com os últimos dados divulgados esta manhã pela Organização Mundial da Saúde (OMS), já foram confirmados 4.379 casos da doença em 29 países.

A relação da OMS, porém, ainda não inclui a Noruega, que no sábado anunciou seus primeiros dois casos de gripe suína, elevando assim para 30 o número de países afetados. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.