China vai retirar proibição de entrada de soropositivos no país

Vice-ministro da Saúde chinês diz que governo deve levantar a impopular limitação até maio do próximo ano

Efe,

30 de novembro de 2009 | 12h16

O Governo da China, que proíbe a entrada ao país de estrangeiros portadores do vírus HIV, levantará esta impopular limitação no ano que vem, informou a imprensa oficial citando o vice-ministro da Saúde, Huang Jiefu.

 

Veja também:

linkVítima de Aids é amplamente discriminada na China, diz  

linkAgulha contaminada infecta 20% dos africanos HIV positivos

linkEstudo rejeita tese de que aids avança para o interior do Brasil

linkPapa Bento XVI diz que Igreja está próxima aos doentes de aids

 

"Confiamos em que a proibição será retirada completamente e para sempre", assegurou Huang ao jornal estatal China Daily, em mensagem frente ao Dia Mundial de Luta Contra a AIDS, celebrado nesta terça-feira, 01.

 

Huang ressaltou que a proibição provavelmente estará abolida quando o país realizar a Exposição Universal de Xangai, que começará no dia 1º de maio do ano que vem.

 

O vice-ministro ressaltou que sua pasta está trabalhando com outros departamentos governamentais para alcançar a meta e que, caso não se possa conseguir a abolição total até 2010, haverá uma regulação especial para permitir que soropositivos visitem a Expo Universal.

 

A China é um dos 70 países do mundo que nega a entrada aos estrangeiros soropositivos, algo que segundo a própria imprensa oficial "é desnecessário e discriminatório".

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaHIVaidsproibiçao

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.